O primeiro registro bandeirante no que é hoje o município de Araçariguama, foi em 1590 quando o mameluco Affonso Sardinha, Capitão – Mor de São Paulo de Piratininga, encontrou ouro de lavagem nas proximidades do Morro do Voturuna.

A ocupação Bandeirante e a formação de Araçariguama estão compactadas com o início da colonização portuguesa em São Vicente, chegada dos jesuítas e o movimento para além da Serra do Mar, quando houve a fixação nas Vilas de Santo André da Borda do Campo (1553) e São Paulo de Piratininga (1554), atualmente as cidades de Santo André e São Paulo.

O movimento Bandeirante foi uma estratégia da Coroa Portuguesa de ocupação, povoamento e expansão dos limites da colônia sob o Tradado de Tordesilhas. Em conjunto destas investidas, objetivava a descoberta de metais preciosos e capturar índios, que seriam escravizados a todos os tipos de trabalhos.

Segundo Sergio Buarque de Holanda (1995) , o movimento Bandeirante foi feito a partir da Vila de Piratininga, porque a Vila detinha agricultura de subsistência e também extrema “vocação ao caminho”, por estar nas margens dos Rios Tamanduateí e Anhangabaú.

Pelo Rio Tietê percorreu grande parte dos Bandeirantes que desbravaram o interior da colônia. Durante esse percurso, Affonso Sardinha já havia descoberto jazidas de ouro no atual Morro do Jaraguá, e após, deixou cavas históricas desse período no que é hoje Araçariguama.